terça-feira, 18 de junho de 2013

Contributo: Precários Inflexíveis

Aproxima-se mais uma Marcha LGBT, já no próximo Sábado 22 de Junho (17h Príncipe Real), é o momento político de reivindicação de direitos, de reivindicação de vidas, de reivindicação de uma visibilidade e de um orgulho de sobreviver e resistir todos os dias a ataques explícitos de Transfobia, Lesbofobia, Homofobia, Queerfobia. Isto simplesmente porque não nos escondemos, porque não nos encerramos em identidades rígidas e sem sentido, porque fazemos questão de destruir, desconstruir e inventar novos géneros, porque não limitamos o desejo e porque reinventamos todos os dias os nossos corpos.


O mote da Marcha LGBT este ano como não podia deixar de ser é: Arco-Íris contra a crise. Porque esta capa que nos venderam da "inevitabilidade da crise" e consequentemente a "inevitabilidade das medidas de austeridade" que todos os direitos permite que sejam atropelados afecta-nos a todos e precariza ainda mais quem já de si sustentava um equilíbrio frágil nesta sociedade discriminatória.

O trabalho cada vez vale menos e torna-se a prioridade das nossas vidas sobreviver, tudo o resto é luxo e acessório. Viver é muito mais que sobreviver. Precarizam-se eternamente as nossas vidas. Precarizam-se projectos, famílias, amores e amizades. Precariza-se a luta, o activismo e a possibilidade de caminho conjuntos com reivindicações comuns.

Ignorar esta realidade é viver alienado sobre o que se passa à nossa volta, é ignorar os tiros que se dão nos pés e cuja recuperação é lenta e dolorosa. Porque embora muito importante nem só de adopção, coadopção  e casamento vive um indivíduo.

Mesmo no meio da ofensiva silenciosa mais violenta e destrutiva não podemos baixar os braços e vamos buscar forças a Taksim, Gezi e por toda a Turquia, São Paulo, Rio de Janeiro e por todo o Brasil, Atenas e por toda a Grécia e em todos os lugares onde alguém lute pelos seus direitos. Eles lutam por nós e nós lutamos com eles. Pela Nossa luta, pelos nossos direitos, pelas nossas vidas vamos juntar as nossas vozes à Marcha LGBT! Aparece e Indigna-te!

Precários Inflexíveis 

Sem comentários:

Enviar um comentário